• Acenm/CDL -

Notícias

Postado em 17 de Setembro de 2015 às 15h49

Selecionada para o programa Empreender Nacional, Acenm recruta consultores

Parcerias e Apoios (58)Fomento (51)

Duas vagas estão disponíveis. Interessados devem apresentar currículos na entidade

Acenm/CDL Duas vagas estão disponíveis. Interessados devem apresentar currículos na entidade A Associação Comercial e Empresarial de Nova Mutum (Acenm) é uma das 60 ACEs selecionadas para o Programa Empreender Nacional...

A Associação Comercial e Empresarial de Nova Mutum (Acenm) é uma das 60 ACEs selecionadas para o Programa Empreender Nacional 2015/2016 – Etapa I, executado pela Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O programa, que visa o desenvolvimento empresarial através da formação de núcleos setoriais, terá início no dia 18 de janeiro de 2016. O projeto apresentado pela Acenm em março foi um dos 10 selecionados no estado de Mato Grosso, dentre 17 ACEs aptas ao Empreender.

CONSULTORES – A primeira tarefa da Acenm é fazer o recrutamento de pessoas para preencher as duas vagas de consultores: profissionais vinculados a ACE para implementar o Empreender no município. Os interessados devem apresentar seus currículos à Acenm até o final de setembro. A contratação poderá ser via CLT ou MEI. O trabalho não requer dedicação exclusiva, portanto os consultores podem manter outras atividades. Além disso, antes de iniciarem os trabalhos os consultores selecionados passarão por um treinamento do Sebrae para que conheçam suas funções e como desempenhá-las.

As principais responsabilidades do consultor serão: visitar empresas; formar os núcleos setoriais de acordo com o projeto apresentado pela Acenm; moderar e documentar as reuniões dos núcleos setoriais; realizar e monitorar o planejamento anual dos núcleos por meio do Portal Empreender; planejar financeiramente as ações dos núcleos e apoiar a captação de recursos para sua execução; coordenar a realização das ações atividades dos núcleos de acordo com suas demandas e recursos disponíveis; zelar pela participação e crescimento do número de empresas nucleadas; entre outras funções.

NÚCLEOS SETORIAIS – São agrupamentos de empresas do mesmo segmento que se reúnem e buscam soluções para seus problemas em comum. Conforme o projeto da Acenm, inicialmente o programa atenderá três núcleos setoriais, 1) Construção civil (construtoras e comércios de materiais de construção), 2) indústria de móveis e 3) turismo (hotéis, restaurantes e agências de viagem), com possibilidade de ampliação durante sua execução.

CONVÊNIO – Nos primeiros 18 meses o Empreender será subsidiado com recursos do convênio de parceria técnica firmado entre a CACB e o Sebrae. O convênio pagará a remuneração dos consultores. Além disso, durante esse período o Sebrae fará a mediação das atividades dos núcleos setoriais, dando suporte aos consultores para garantir o bom andamento dos trabalhos.

“Após os 18 meses de subsídio a Acenm pretende dar continuidade ao programa com as próprias pernas, a exemplo do que já viemos fazendo atualmente com a formação de câmaras setoriais, juntamente com a CDL. Ficamos muito felizes por ter nosso projeto selecionado e estamos confiantes de que esse incentivo vai impulsionar nossos esforços para fortalecer as empresas mutuenses e aquecer diversos setores da nossa economia”, expõe o presidente da Acenm, Jimmy Huppes.

COMITÊ GESTOR – O programa Empreender não será conduzido em Nova Mutum apenas pela Acenm. Toda a comunidade será envolvida através de um comitê gestor, composto por representantes do Sebrae de Nova Mutum, Prefeitura Municipal, Conselho de Desenvolvimento Econômico, CDL, Sicredi, Unemat e Câmara dos Vereadores.

_______________________________________
Assessoria de Imprensa – Acenm/CDL
Agência Folk – Comunicação Integrada
Tiago Franz – Jornalista 3621SC

Veja também

Empresas serão credenciadas na NFC-e pelo critério faturamento15/05/14 A Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz-MT) informa que as empresas que no exercício financeiro de 2013 auferiram faturamento superior a R$ 2.520.000,00 serão credenciadas de ofício como emissoras de Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e), a partir de 01 de julho de 2014, conforme estabelece o Art.198-G-1, § 2º, inciso II, alínea "b" do RICMS/MT.......

Voltar para Notícias