Aba 1

Postado em 03 de Novembro de 2020 às 17h33

Reparcelamento de débitos do Simples Nacional

Jurídico e Tributário (111)Alertas e Comunicados (122)

A ação visa estimular a regularização tributária dos contribuintes e, consequentemente, evitar ações de cobrança da RFB que podem ocasionar a exclusão do Simples Nacional.

A partir de hoje (03) está disponível, no portal do Simples Nacional ou no portal e-CAC, o módulo para reparcelamento de débitos apurados pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Simples Nacional) .

O limite de 1 pedido de parcelamento por ano para os débitos apurados no âmbito do Simples Nacional foi excluído pela Instrução Normativa RFB nº 1.981, de 9 de outubro de 2020.

Dessa maneira, o contribuinte poderá reparcelar sua dívida no âmbito do Simples Nacional quantas vezes quiser.

A ação visa estimular a regularização tributária dos contribuintes e, consequentemente, evitar ações de cobrança da RFB que podem ocasionar a exclusão do Simples Nacional.

A condição para o reparcelamento é o pagamento da primeira parcela nos percentuais abaixo:

I - 10% (dez por cento) do total dos débitos consolidados; ou
II - 20% (vinte por cento) do total dos débitos consolidados, caso haja débito com histórico de reparcelamento anterior.

O pedido de reparcelamento deverá ser feito exclusivamente por meio do site da RFB na Internet, nos Portais e-CAC ou Simples Nacional.

Para maiores informações sobre o reparcelamento, acessar o Manual de Parcelamento do Simples Nacional.

Fonte: SECRETARIA-EXECUTIVA DO COMITÊ GESTOR DO SIMPLES NACIONAL

Veja também

Comércio mutuense e Ministério Público abordam a Covid-19 em reunião04/05/20Acenm/CDL reuniu seus diretores para alinhar políticas de controle à doença junto ao promotor de Justiça Local e autoridades municipais Cerca de 30 diretores da Acenm e da CDL Nova Mutum participaram de uma reunião com o Promotor de Justiça Henrique de Carvalho Pugliesi na manhã desta segunda-feira (04/05), no auditório das entidades, para tratar da legislação relacionada à prevenção da Covid-19, especialmente no que diz respeito ao setor empresarial. Participaram também a......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.