Aba 1

Postado em 02 de Setembro às 18h07

Nova Mutum está há 7 meses consecutivos gerando mais empregos

Economia e mercados (157)
Acenm/CDL Relatório econômico mensal da Acenm/CDL apresenta novo saldo positivo de postos de trabalho e nova queda na taxa de inadimplência NOVA MUTUM, MATO GROSSO: Como é de costume a cada virada de mês, a...

Relatório econômico mensal da Acenm/CDL apresenta novo saldo positivo de postos de trabalho e nova queda na taxa de inadimplência

NOVA MUTUM, MATO GROSSO: Como é de costume a cada virada de mês, a Acenm/CDL divulgou nesta quinta-feira (2) o seu relatório econômico mensal com dados sobre geração de empregos, vendas do comércio e inadimplência em Nova Mutum. Julho de 2021 foi o sétimo mês consecutivo de criação de postos de trabalho, fechando com saldo positivo de 216. O destaque ficou por conta do setor da agropecuária, que sozinho criou 166 novos postos. Os dados são do Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O saldo positivo de novos empregos no município acompanha a tendência no Estado e no País. No Brasil foram gerados 316.580 novos empregos em julho. Todos os setores apresentaram números positivos, porém foram os setores de serviços, comércio e indústria os mais aquecidos. Em Mato Grosso, o ritmo forte de retomada econômica é demonstrado pelo saldo positivo de 11.452 novos postos de trabalho, com liderança dos setores da agropecuária e serviços.

“Estamos verificando nos números de julho que o setor de serviços está apresentando uma boa retomada, uma vez que em junho tivemos um saldo negativo para esse setor. É fato que é um setor que emprega muita gente, e para que os números continuem crescendo precisamos nos preocupar cada dia mais com a qualificação dessa mão de obra”, analisa o gerente executivo da Acenm/CDL, Rodrigo Rigoni.

VENDAS – Segundo dados do SPC Brasil, em Nova Mutum, julho de 2021 apresentou uma leve queda de -1,43% no ritmo de vendas do comércio, na comparação com julho do ano passado. Já na comparação sazonal, ou seja, com o mês o anterior (junho/2021), verificamos uma elevação no ritmo de vendas de 11,95%.

“Em julho de 2020 ocorreu uma retomada muito forte da economia que vinha sofrendo desde abril, onde verificamos o maior impacto da pandemia. Já em julho do corrente ano, cremos que entramos num período semelhante ao pré-pandemia, com vendas entrando na normalidade”, conclui o presidente da Acenm, Lirio Vitalli.

INADIMPLÊNCIA – A taxa de inadimplência em Nova Mutum novamente apresentou queda, fechando julho com -4,28% frente ao mesmo mês de 2020. Já na comparação sazonal, ou seja, com junho de 2021, a queda foi de -0,53%.

“Isso nos deixa muito felizes. Mostra que o consumidor mutuense está adquirindo maturidade na hora de gastar e comprometer sua renda. Os auxílios emergenciais também são pontos importantes que refletem diretamente na taxa de inadimplência local. A taxa de inadimplência caindo e população crescendo, isso é o melhor dos mundos para quem vende a prazo ao seu consumidor. Demonstra que a economia local está saudável”, comenta o presidente da CDL Nova Mutum, Ronnie Sfredo.


Por: Tiago Franz | Jornalista 3621SC | Ascom - Acenm/CDL
Foto: Alex Pereira

Veja também

Número de devedores tem queda em Mato Grosso12/08/20 Assessoria de Imprensa CDL Cuiabá A pesquisa realizada mensalmente pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) apurou que na passagem de junho para julho deste ano , o número de devedores de Mato Grosso caiu -0,99%. Na região Centro-Oeste, na mesma base de comparação, a......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.