Aba 1

Postado em 13 de Novembro de 2019 às 09h19

Governo lança programas que estimulam geração de empregos, capacitação e oferta de microcrédito

Economia e mercados (91)

Governo lança programas que estimulam geração de empregos, capacitação e oferta de microcrédito
Medidas devem gerar milhões de vagas de emprego ao longo dos próximos anos


O presidente da República, Jair Bolsonaro, lançou nesta segunda-feira (11) o Programa Verde Amarelo e a Estratégia Nacional de Qualificação. O objetivo é o incentivo à geração de empregos a jovens, estimular a capacitação e ampliar a oferta de crédito no mercado. O presidente da CACB e da Unecs, George Pinheiro, participou da cerimônia, realizada no Palácio do Planalto.

Um dos decretos lançados é a Estratégia Nacional de Qualificação. Em parceria com o Sebrae e o Senai, serão oferecidos vouchers para qualificações de trabalhadores, promovendo maior alinhamento entre oferta e demanda. Segundo o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), Carlos Alexandre Da Costa, o projeto foi desenhado ao longo de vários meses, dentro e fora do governo.

Com isso, nós voltamos a investir em qualificação sem impacto orçamentário. Essa parceria é fundamental para que tenhamos garantia de recursos e alinhamento com aquilo que o setor privado precisa, disse, explicando, em seguida, que o objetivo é capacitar 2 milhões de pessoas e gerar um milhão de empregos líquidos, em colaboração com a iniciativa privada. O modelo coloca o trabalhador e o empregador no centro do processo, completou.

O Programa Verde Amarelo vai incentivar a contratação de jovens, a inserção de pessoas com deficiência e reabilitadas e o microcrédito para pessoas de baixa renda. Em três anos, as medidas devem beneficiar cerca de 4 milhões de pessoas. Previsto em Medida Provisória, o Emprego Verde Amarelo deve resultar na abertura de 1,8 milhão de vagas em um prazo de três anos, para jovens de 18 a 29 anos que buscam o primeiro emprego formal.

Esse governo tem um objetivo, tem um rumo: fazer com que o ambiente de negócios aqui no Brasil seja confortável para quem emprega e confortável para quem se emprega, afirmou o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

Esse governo tem tido o compromisso de estimular a competitividade do mercado e melhorar o ambiente de negócios para quem deseja empreender. O setor produtivo está sendo abraçado e certamente o objetivo de gerar empregos será alcançado, opina George Pinheiro.

Microcrédito

Outro objetivo do Programa é ampliar a oferta de crédito para a população de baixa renda. vamos estabelecer um compromisso de ofertar nos próximos três anos R$ 40 bilhões em crédito para os mais pobres, os mais necessitados. Essas pessoas estão sujeitas a um crédito informal que chega por vezes a 10% na mão de agiotas, disse Marinho. Segundo ele, com a medida, os bancos ganharão cerca de 10 milhões de novos clientes durante o período.

Desoneração da Folha e trabalho aos domingos

Ainda durante o discurso, Marinho afirmou que, com o Verde Amarelo, o governo está promovendo um piloto da desoneração da folha de pagamentos como forma de melhorar a produtividade, diminuir o custo do emprego e aumentar a formalização. vamos fazer um processo de desoneração da folha com responsabilidade, apontando dentro do orçamento a contrapartida adequada para não haver desequilíbrio fiscal, declarou.

Por fim, o secretário especial da Previdência e Trabalho comentou a questão do trabalho aos domingos: acontece em qualquer lugar do planeta que é competitivo e vai acontecer respeitando a Constituição brasileira que determina que um dia de repouso remunerado será oferecido ao conjunto dos trabalhadores. Só essa medida é capaz de gerar 500 mil empregos até 2022, segundo o ministério da Economia.

Fonte: CACB

Veja também

Dia do Consumidor pode ser mais uma data para incentivar o consumo12/03 O Dia do Consumidor comemorado em 15 de março ainda não tem o apelo das tradicionais datas comemorativas que movimentam o comércio, mas pode se tornar uma data com esta finalidade se houver incentivos para chamar a atenção do consumidor. É o que constatou a Boa Vista em uma pesquisa feita nacionalmente sobre o Dia do Consumidor, realizada entre os meses de janeiro e......

Voltar para Notícias