Aba 1

Postado em 29 de Janeiro às 17h02

Economia mutuense registrou queda em dezembro, mas saldo de 2020 foi positivo

Economia e mercados (144)
Acenm/CDL Apesar da pandemia, mais de mil empregos foram gerados no ano passado. Vendas do comércio cresceram 1,44% no ano Nova Mutum criou 1.017 novos postos de trabalho em 2020, fechando o ano com o total de 15.968 pessoas com...

Apesar da pandemia, mais de mil empregos foram gerados no ano passado. Vendas do comércio cresceram 1,44% no ano

Nova Mutum criou 1.017 novos postos de trabalho em 2020, fechando o ano com o total de 15.968 pessoas com carteira assinada. Contudo, dezembro fechou com saldo de menos 257 postos, puxado fortemente pela agropecuária. Foram 715 admissões frente 972 demissões. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

“É um resultado normal para o mês de dezembro, uma vez que não há plantio de soja. O que se espera é uma recuperação a partir de fevereiro de 2021”, avalia o presidente da Acenm, Lirio Vitalli.

Mato Grosso e Brasil também fecharam dezembro com saldo negativo de novos empregos: menos 3.549 no Estado e menos 67.906 no País.

Quanto às vendas, o mês de dezembro de 2020 não teve um desempenho satisfatório para o comércio local. Conforme dados do sistema SPC Brasil, Nova Mutum apresentou uma queda de 7,72% no ritmo de vendas em relação a dezembro de 2019. Já na comparação sazonal (novembro/2020), dezembro registrou uma queda de 6,12%.

“Por mais que os números de dezembro tenham sido abaixo do esperado, o ano de 2020, levando em consideração os acontecimentos, fechou com crescimento de 1,44% no ritmo de vendas, já descontada a inflação. No balanço do ano, consideramos que 2020 foi bom para o comércio varejista. Infelizmente alguns setores sofreram muito esse ano, como é o caso de gastronomia e eventos”, acrescenta o presidente da CDL Nova Mutum, Ronnie Sfredo.

Por: Tiago Franz | Jornalista 3621SC | Ascom - Acenm/CDL

Veja também

9 em cada 10 micro e pequenas indústrias não conseguiram acesso a crédito04/06/20 Dificuldade para obter empréstimo se reflete também na taxa de desemprego: 28% dessas indústrias já tiveram que demitir funcionários Foto: Paula Forster/CNN O empresário paulista Humberto Gonçalves é dono da Tec Stam, uma pequena indústria de parafusos, porcas e arruelas localizada no bairro da Mooca. Há mais de 25 anos no mercado, e......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.