Aba 1

Postado em 12 de Março de 2015 às 19h26

CONTRA A CORRUPÇÃO: Acenm/CDL convida para manifesto e emite opinião

Acenm/CDL Novo Conteúdo 02 No próximo domingo, 15 de março, diversas cidades brasileiras viverão manifestações contra a corrupção. Em Nova Mutum, uma manifestação pacífica...

No próximo domingo, 15 de março, diversas cidades brasileiras viverão manifestações contra a corrupção. Em Nova Mutum, uma manifestação pacífica está sendo preparada através de uma mobilização popular com apoio de entidades da sociedade civil organizada.

Em acordo com a opinião da grande maioria dos seus associados, a Associação Comercial e Empresarial e Câmara de Dirigentes Lojistas de Nova Mutum (Acenm/CDL) está participando da organização do ato e convida toda a classe empresarial e população do município a participar. Sindicato Rural, Aprosoja, associação dos caminhoneiros e outras entidades também estão à frente do manifesto, com apoio do poder público municipal.

A concentração terá início às 15h, no pátio do auto posto localizado no trevo principal da cidade. Em passeata os manifestantes se deslocarão até a Praça da Bíblia. Os organizadores sugerem à população que compareça com camiseta verde ou amarela e que leve água para consumo próprio.

POSICIONAMENTO DA ACENM/CDL

Em decorrência das diferentes interpretações que as pessoas – e em especial os empresários – possam fazer do manifesto, o presidente da Acenm, Jimmy Huppes, esclarece o posicionamento institucional em nome do Centro Empresarial Mutuense, formado pela Acenm e CDL. Confira:

“As causas que mobilizam os brasileiros nesse momento são bem variadas. Há posições contra partidos, contra governantes, a favor de impeachment, e por aí vai. Porém, nós da Acenm/CDL entendemos que esse é um protesto contra a corrupção em geral, em qualquer nível, e não apenas direcionado a alguns grupos políticos ou pessoas públicas.

Nós questionamos, sim, muita coisa no atual governo. Estabeleceu-se um modelo de governança problemático, através de decretos e medidas provisórias, que não é bom para a democracia. Os três poderes estão desvirtuados. O Executivo é caro e ineficiente. Os serviços que presta à sociedade são péssimos, e a burocracia emperra o desenvolvimento do País. O Judiciário tem o problema da morosidade e o Legislativo está cada vez mais longe de representar o povo. Nós precisamos de mudança. Falta institucionalidade no Brasil, ou seja, fazer as instituições cumprirem seu papel sem interferência de interesses políticos e econômicos.

Portanto, a Acenm/CDL apoia o manifesto contra a corrupção, pelo fim da impunidade, mas não se posiciona em relação a causas como o impeachment presidencial que alguns defendem. Esperamos que o protesto deste domingo seja ordeiro e que as pessoas exerçam sua cidadania com consciência.”

_______________________________________
Assessoria de Imprensa – Acenm/CDL
Agência Folk – Comunicação Integrada
Tiago Franz – Jornalista 3621SC

Veja também

Dívidas com bancos representam mais da metade das pendências de negativados, aponta indicador CNDL/SPC Brasil18/11/19 Número de débitos em atraso cai 2,34%; cresce número de devedores entre a população mais idosa. Nordeste é única região a registrar queda de brasileiros com restrição de CPFs, que recuou 1,00% Dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito......
7º Fomenta Nacional está com inscrições abertas11/11/15Evento para empresários acontece em Cuiabá nos dias 17 e 18 de novembro As inscrições para o 7º Fomenta Nacional, que será realizado no Centro de Eventos do Pantanal nos dias 17 e 18 de novembro, estão abertas. O evento é organizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e......
15% DOS INADIMPLENTES JÁ FIZERAM EMPRÉSTIMOS PARA NEGATIVADOS PARA LIMPAR O NOME, MOSTRAM SPC BRASIL E CNDL26/04/1730% escolheram essa modalidade por não conseguirem crédito em banco e 25% por ser a forma encontrada para quitar as dívidas. Apenas 55% analisaram as taxas de j A promessa é famosa: empréstimos concedidos rapidamente, sem muita burocracia, mesmo que o consumidor já esteja negativado. Muitas pessoas, sem conhecimento das elevadas taxas de juros, acabam aceitando esse tipo crédito como......

Voltar para Notícias