Aba 1

Postado em 06 de Janeiro de 2020 às 15h14

Confiança empresarial sobe 1,5 ponto em dezembro, o maior nível do ano

Economia e mercados (161)

Levantamento da FGV mede a confiança dos empresários de quatro setores: indústria, serviços, comércio e construção

Por Agência Brasil

O Índice de Confiança Empresarial, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 1,5 ponto em dezembro de 2019, para 97,1 pontos. Este é o maior nível do índice desde janeiro, fechando o ano com um saldo acumulado positivo em 1,2 ponto, em uma escala de zero a 200 pontos. Os dados foram divulgados hoje (2).

O levantamento mede a confiança dos empresários de quatro setores: indústria, serviços, comércio e construção.

Segundo a coordenadora das Sondagens da FGV/ IBRE, Viviane Seda Bittencourt, o ano de 2019 terminou com um resultado positivo para a confiança empresarial. A percepção dos empresários sobre a situação atual dos negócios avançou para o maior patamar desde 2014, mas ainda abaixo dos níveis considerados ?normais.

Já as expectativas se mantiveram em 100 pontos, com uma acomodação do comércio, pós liberação do FGTS, e um forte otimismo da construção. Os sinais são favoráveis para o ano de 2020, mas a continuidade da recuperação depende da redução da incerteza, que ainda se mantém em nível elevado, para que as empresas voltem a investir, afirmou.

O índice que mede a percepção atual dos empresários subiu 1,7 ponto, para 94,5 pontos, o maior nível desde abril de 2014 (96,5 pontos). O Índice de Expectativas se manteve relativamente estável ao recuar 0,1 ponto, para 100,1 pontos, permanecendo em nível considerado neutro (nem pessimista nem otimista).

Em dezembro, houve melhora na confiança de todos os setores que compõem o Índice de Confiança Empresarial. A confiança da indústria subiu 3,2 pontos no mês e fechou o ano crescendo, em média, 1,5 ponto no quarto trimestre em relação ao trimestre anterior.

A confiança da construção, que vem aumentando desde o final do segundo trimestre de 2019 (à exceção de setembro), atingiu 92,3 pontos em dezembro, o maior nível desde junho de 2014 (92,9 pontos).

Fonte: Exame

Veja também

Nova Mutum: comércio e serviços lideram geração de empregos em 201927/01/20 Os setores do comércio e serviços tiveram o melhor saldo de geração de empregos em Nova Mutum no ano passado. O município fechou 2019 com saldo de 248 empregos a mais, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged) divulgados na semana passada. No total, foram 8.516 admissões contra 8.268 desligamentos durante......
Inflação oficial de fevereiro fica em 0,25%12/03/20 Segundo IBGE, é o menor índice registrado para o mês desde 2000 O Índice Nacional de Preços aos Consumidor Amplo (IPCA), que serve como inflação oficial, ficou em 0,25%, em fevereiro. O resultado foi......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.