Aba 1

Postado em 17 de Outubro de 2019 às 11h32

Publicado decreto que regulamenta o trabalho temporário

O documento foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro ontem e publicado nesta terça (15), no Diário Oficial da União

O decreto que regulamenta o trabalho temporário, e que trata a Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, está publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (15). O documento assinado nessa segunda-feira (14) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, define trabalho temporário como ?aquele prestado por pessoa física contratada por uma empresa de trabalho temporário que a coloca à disposição de uma empresa tomadora de serviços ou cliente, para atender à necessidade de substituição transitória de pessoal permanente ou à demanda complementar de serviços?.

O decreto diz ainda que ao trabalhador temporário são assegurados direitos como: remuneração equivalente àquela percebida pelos empregados da mesma categoria da empresa tomadora de serviços ou cliente, calculada à base horária, garantido, em qualquer hipótese, o salário-mínimo regional; pagamento de férias proporcionais, calculado na base de um doze avos do último salário percebido, por mês trabalhado.

A jornada de trabalho será de, no máximo, 8 horas diárias, podendo ter duração superior a 8 horas na hipótese de a empresa tomadora de serviços ou cliente utilizar jornada de trabalho específica. ?As horas que excederem à jornada normal de trabalho serão remuneradas com acréscimo de, no mínimo, 50%, e assegurado o acréscimo de, no mínimo, 20% de sua remuneração quando trabalhar no período noturno?.

Sobre a empresa prestadora de trabalho temporário, o decreto diz que ela fica obrigada a apresentar à fiscalização, quando solicitada, o contrato celebrado com o trabalhador temporário, a comprovação do recolhimento das contribuições previdenciárias e os demais documentos comprobatórios do cumprimento das obrigações estabelecidas pelo decreto que regulamenta a atividade.

Leia o Decreto nº 10.060, de14 de outubro de 2019, que regulamenta o trabalho temporário. Ele entra em vigor a partir de hoje, data de sua publicação.

Fonte: CACB

Veja também

Acenm/CDL convida empresários para reunião com secretário estadual de Segurança Pública10/03/15 A Associação Comercial e Empresarial e Câmara de Dirigentes Lojistas de Nova Mutum (Acenm/CDL) convida todos os empresários de Nova Mutum a participarem de uma reunião com o secretário de Estado de Segurança Pública, Mauro Zaque, na próxima sexta-feira (13), às 9h, na Câmara de Vereadores. A vinda do secretário é um pedido......
Mostra Flor de Lótus Decor trará a Nova Mutum a essência do “viver bem”18/11/16Evento terá visitação, cursos de culinária e palestra com arquiteto paisagista renomado. Entrada de R$ 10 será revertida à Apae. À medida que cresce e se desenvolve, Nova Mutum desponta como celeiro de talentos nos segmentos de arquitetura, design de interiores e decoração, revelando profissionais em número e qualidade surpreendentes. O público......
Acenm/CDL e iGoo sorteiam segundo vale-compra de R$ 20027/05/20Convênio disponibiliza plataforma de ofertas a associados da Acenm/CDL de forma gratuita por 90 dias. A parceria entre o aplicativo iGoo Ofertas e a Acenm/CDL realizou hoje (27.05) o segundo sorteio de R$ 200 em vales-compra. Na quarta-feira passada (20) a ganhadora foi Marivone Longhi, que além dos R$ 200 levou também um brinde extra: um copo......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.