Aba 1

Postado em 17 de Junho às 16h32

Presidente da Facmat se reúne com Bolsonaro e Paulo Guedes reivindicando pautas de interesse empresarial

Fomento (90)Economia e mercados (161)

Foram levantados temas como a ampliação do Pronampe, a manutenção do BEm (Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda) e o andamento das reformas tributária e administrativa.

O presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat), Jonas Alves, reuniu na semana passada (07.06) com o presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro da Economia Paulo Guedes para tratar de pautas empresariais.

O encontro foi articulado pelo presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil, George Pinheiro. Um grupo de mais de 50 empresários, presidentes e representantes das 27 federações que compõem o Sistema CACB estiveram em Brasília (DF).

Estiveram presentes, ainda, o ministro da Cidadania, João Roma, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência do Brasil, Onyx Lorenzoni, da Infraestrutura, Tarcisio de Freitas, da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, do ministro-chefe do gabinete de Segurança Institucional, General Heleno, e da Saúde Marcelo Queiroga, além do deputado federal, Silas Câmara (Republicanos/AM).

Encontro com Associações

Jonas Alves apresentou aos presidentes das Associações Comerciais filiadas um balanço do encontro ocorrido na semana passada com o presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro da Economia Paulo Guedes. A reunião aconteceu por videoconferência, nesta terça-feira (15.06).

De acordo com o presidente da Facmat, na pauta, foram levantados temas como a ampliação do Pronampe, a manutenção do BEm (Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda) e o andamento das reformas tributária e administrativa. Também foram abordados temas referentes às micro e pequenas empresas, representadas pelo presidente do Sebrae, Carlos Melles, e membros da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).

"Essa conversa sobre a reunião com o Bolsonaro é para atualizar os presidentes das Associações Comerciais sobre os projetos e ações que foram solicitadas e que buscam o desenvolvimento econômico das nossas cidades", explicou Jonas. "A reunião com o presidente teve repercussão nacional e foi muito importante para todos nós do setor produtivo", comemorou o líder empresarial.

Segundo Jonas Alves, antes de se encontrarem com o presidente Bolsonaro e sua equipe, o grupo se reuniu na sede da CACB. Depois, todos seguiram para a sede do Sebrae Nacional para fazerem uma reunião de alinhamento prévio ao encontro com Bolsonaro.

"Elencamos para o presidente Bolsonaro, o ministro Paulo Guedes e toda a sua equipe de governo uma agenda propositiva para o país. Falamos sobre a importância das reformas tributária e administrativa e de mais medidas que melhorem o ambiente de negócio para as empresas", afirmou o presidente da Facmat.

Em suas falas, Bolsonaro e Guedes garantiram que todos os programas serão mantidos até o fim da vacinação de toda a população brasileira, o que deve acontecer até setembro, segundo o ministro da Economia. "Paulo Guedes garantiu o auxílio emergencial por mais três meses, isso é muito bom, porque esse dinheiro circula nos municípios", frisou Jonas.

Na sequência da reunião da Facmat, os presidentes das Associações Comerciais puderam conferir um vídeo produzido sobre o encontro. "Essa reunião foi de extrema importância para o setor produtivo. Tratamos de trabalho, de desenvolvimento e investimentos que estão sendo realizados no Brasil", apontou George Pinheiro, presidente da CACB.
Avaliação

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Primavera do Leste (ACIPLE), Jocelino Godoi, a reunião com o presidente do Brasil foi um importante impulso para o setor. "Ficamos muito felizes em levarmos essas notícias positivas aos nossos associados e de que temos uma Federação e uma Confederação que trabalham por nós", disse.

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Nova Olímpia, Gonçalo da Trindade, aproveitou o momento para apresentar uma avaliação positiva da entidade, que mesmo em um período de pandemia, cresceu 18% e conta com 95 associados. Ele também deixou uma sugestão para que mais encontros do tipo aconteçam entre as Associações e lideranças políticas.

"É muito interessante essa oportunidade de ouvir as notícias diretamente da fonte", destacou. Ele também elogiou a atuação da Facmat. "Não sei de outras Federações, mas a nossa tem passado uma credibilidade incrível, agradeço o apoio nas nossas causas", concluiu.

Fonte: Mato Grosso Econômico

Veja também

Folha de pagamento: Como financiar?02/04/20 Caixa vai aderir a linha de crédito emergencial anunciada pelo Governo. Com ela, micro e pequenas empresas poderão financiar a folha salarial nesse momento de crise. Na última semana, o Governo anunciou que as Micro e Pequenas Empresas (MPE) vão poder financiar a folha de pagamento de seus funcionários. A medida visa amenizar a crise econômica provocada pelo......
Dólar tem forte queda e fecha em R$ 4,8509/06/20 Moeda norte-americana ficou no menor patamar desde 13 de março O dólar voltou a cair forte ante o real nesta segunda-feira, renovando mínima em 12 semanas, em mais um dia de notável apetite por risco em todo o mundo diante de......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.